Tel: 47 3368.4756 / 3368.4412

WhatsApp: 47 99215-0479

secretaria@atlanticoeducacional.com.br

Rua 260A nº388

Meia Praia

Itapema-SC

whatsapp-colégio-atlântico

Fale sobre relacionamentos com seus filhos

20/09/2018

Um dos temas mais delicados para discutir com alguém, principalmente com adolescentes, são os relacionamentos, sejam eles de amizade, profissionais, sexuais ou familiares. Mas, por mais complicado que seja, falar sobre o assunto é fundamental para que eles aprendam a desenvolver relacionamentos saudáveis e edificantes. Você conversa sobre isso com o seu filho? Deveria! E mais, os pais são exemplo para os filhos, o que significa que eles reproduzem comportamentos vistos em casa. Então vamos refazer a pergunta: como são os relacionamentos na sua família?

 

Um lar em que as pessoas se agridem, não conversam nem trocam afeto certamente terá impacto negativo na vida pessoal, profissional e amorosa dos filhos. E o prejuízo vai além, causando comportamento inadequado na escola e até dificuldades de concentração e desempenho.

 

A verdade é que as relações começam a ser construídas dentro de casa, e a dinâmica familiar e o comportamento dos pais são os principais espelhos do comportamento da criança ou adolescente fora de casa.

 

A escola também tem um papel fundamental neste processo, uma vez que depois do ambiente familiar é o local que mais impacta na formação da personalidade. Os professores, assim como os pais, são grandes exemplos, e cada movimento negativo reflete diretamente nos alunos.

 

Resumindo, quando construímos relações harmoniosas em casa e na escola, estimulamos os adolescentes a fazerem o mesmo, criando um ambiente favorável ao ensino e às trocas humanas. O contrário pode incentivar o sentimento de rejeição, incapacidade e baixa autoestima.

 

 

Neste caso, vamos às dicas de atitudes positivas para praticar em casa:

 

  • Estimule momentos de conversa e de descontração em família;

  • Dê feedbacks positivos quando seu filho acertar, mostrando que ele é dotado de inúmeras capacidades;

  • Ensine Inteligência Emocional para as crianças, explicando como as emoções funcionam e se manifestam;

  • Não rotule as crianças com frases negativas, como “você é mentiroso”. As pessoas não SÃO, elas ESTÃO. Mostre que, naquele momento, ele está tendo comportamentos de uma pessoa mentirosa, mas que isso não significa que ele seja mentiroso;

  • Ao fazer uma crítica, sempre explore possíveis soluções;

  • Peça perdão quando errar, e explique o motivo pelo qual cometeu o erro — ensine seu filho a se desculpar e a perdoar;

  • Saiba lidar com as limitações das pessoas que convivem com você, mostrando ao seu filho que todas as pessoas têm limitações e que devemos respeitá-las.

 

 

Please reload

Colégio Atlântico