Tel: 47 3368.4756 / 3368.4412

WhatsApp: 47 99215-0479

secretaria@atlanticoeducacional.com.br

Rua 260A nº388

Meia Praia

Itapema-SC

whatsapp-colégio-atlântico

Estudar com os pais melhora o rendimento escolar

02/05/2018

Como está o rendimento do seu filho na escola? Há equilíbrio no desempenho das matérias? Ele gosta de estudar? Se você não sabe ou tem dúvidas sobre a resposta para essas questões, talvez seja hora de acompanhar mais o seu filho. A vida moderna é uma correria, nós sabemos, mas vale a pena tentar organizar a agenda de modo a reservar um tempinho para auxiliar a garotada nos estudos em casa.

 

 

De acordo com especialistas, as razões para as crianças não se animarem muito para acordar e ir à escola podem ser variadas. A criança pode não estar entendendo as matérias; passa muito tempo só fazendo a atividade sem ter horário para brincar; a maneira como a lição tem sido passada é desinteressante, entre outras. Por isso, o mais importante neste processo é estar ao lado das crianças e muito atento!

 

 

 

Quer ajuda nesta tarefa? Então vamos nessa!

 

Preparamos 10 dicas legais para mostrar como você pode dar aquela mãozinha para o seu filho, motivando-o a estudar mais e melhor, afinal, o futuro dele depende disso, certo?

 

 

Aborde a importância dos estudos

Para aumentar a motivação na hora dos estudos, é essencial que você ajude a desenvolver visão de longo prazo, explicando os benefícios que ser focado nos estudos pode proporcionar com o passar dos anos. Só se lembre de respeitar o grau de maturidade da criança ou do adolescente nessa abordagem.

 

 

Defina pequenas metas

Se a criança precisa ler um livro de 200 páginas em determinado prazo, que tal convidá-la a ler um número X de páginas por dia? A motivação vem como consequência, já que é bem mais simples trabalhar com metas facilmente alcançáveis. Dessa forma, ao atingi-las, seu filho terá a sensação de que cumpriu seu objetivo, o que o incentivará a dar o próximo passo.

 

 

Estabeleça recompensas

Ensine o seguinte ao seu filho: a cada pequena meta alcançada, ele terá direito a algo que o faça feliz, que o descontraia. Fez 15 exercícios de Matemática? Então pode passar 5 ou 10 minutos fazendo algo que queira, como navegar na internet. É preciso lembrar, contudo, que o tamanho da recompensa deve ser proporcional à missão cumprida.

 

 

 

Mostre que você pode ajudar

Sempre surgirão matérias mais difíceis. Por isso, é essencial que os pais mostrem-se sempre dispostos a ajudar. Isso porque, ao esbarrarem em obstáculos que não conseguem ultrapassar sozinhos, os estudantes podem criar a equivocada noção de que são incapazes, o que causa efeitos pra lá de negativos. Na hora de ajudar, monte teatrinhos sobre os assuntos estudados, acrescente músicas explicativas, faça experiências para mostrar na prática algum assunto que tenha aprendido na escola e oriente seu filho sobre onde e como pode buscar informações sobre o assunto que tem de pesquisar.

 

 

Faça com que perceba o avanço

Uma das principais causas que levam à falta de motivação em crianças ou adolescentes é sua incapacidade de mensurar os próprios avanços. Assim, por mais que estude, seu filho acaba não vendo resultado. E isso faz com que ele não enxergue propósito para o esforço que faz. Uma forma de colaborar para que o jovem se mantenha motivado é ajudá-lo a perceber seus avanços, comemorando-os.

 

 

Evite que se abale com fracassos

Em muitos momentos, as dificuldades acabam fazendo crianças e adolescentes se sentirem desmotivados, sem vontade de seguir em frente. Nesse contexto, tente fazer com que seu filho perceba que pequenos fracassos e momentos difíceis são normais. Ele precisa entender desde cedo que a persistência e a dedicação é que trarão o sucesso.

 

 

 

Reserve um espaço tranquilo para os estudos

Evite lugares agitados em que pessoas entram e saem o tempo todo do ambiente. Assim como nós, crianças precisam de silêncio para se concentrar, para ler e para raciocinar. Se possível, é muito interessante que vocês decorem esse espaço juntos.

 

 

 

 

Peça resumos do que aprendeu

Ele pode escrever como se fosse um diário. Eles contarão, usando as palavras deles, o que aprenderam e é nesse momento que eles formalizam o que estudaram, se apropriam do conteúdo e surgem as dúvidas e equívocos de entendimento.

 

 

 

 

Ao final da hora do estudo, converse

Coisas como “e aí, o que estudou hoje?” ou uma olhada no caderno, te darão confiança se o estudo está caminhando e como ele tem se saído. Tente relacionar, junto com seu filho, coisas que ele está estudando com coisas do dia a dia.

 

 

 

 

Ajude seu filho(a) a se organizar

São muitas disciplinas e muito conteúdo. Por vezes a dificuldade nos estudos em casa é organização. Defina os dias em que serão estudadas cada matéria para que atenda às necessidades dele.

 

 

 

 

 

Que tal, vamos juntos nessa jornada? Lembre-se que o contato frequente com a escola também é muito importante. Ninguém melhor do que os professores para ajudarem nessa tarefa, afinal, estão presentes diariamente na vida da garotada!

 

 

 

 

 

Please reload

Colégio Atlântico